Crochet

Tábua redonda: Bicicleta florida

“Fechei os olhos e pedi um favor ao vento.

Leve tudo que for desnecessário.

Ando cansada de bagagens pesadas.

Daqui pra frente apenas o que couber

no bolso e no coração”

Cora Coralina

Quero flores e mais flores para uma caminhada livre e leve.

 

bicicleta florida (1)

BICICLETA FLORIDA, Tábua de pinus redonda, 26cm de diâmetro, pintura com tinta PVA/Acrílica, flores de crochet e chatons coloridos.

Detalhes

bicicleta florida (2)

 

Tela: Porta, janela e jardineira florida

Como não sou poeta, eu uso e abuso dos que possuem o dom da escrita e nas minhas pesquisas pela internet busco inspiração, mas não deixo de dar os devidos créditos ao autor. Nessa pesquisa, encontro o blog: Jardim do coração, da Alice Saraiva. O que ela escreveu faz uma descrição perfeita do meu sentimento pela minha tela: PORTA, JANELA E JARDINEIRA FLORIDA. Não posso deixar passar um encontro desses e compartilhar com vocês.

  • “Quando o coração se enche de poesia e a vontade é de sair por aí, inspirada em Frida Kahlo, transbordando todas as cores com muita alma e paixão, pintar as paredes já não é o suficiente para aquietar o coração. A gente quer mais cor. A gente quer paredes, portas e janelas coloridas. A gente quer a vida inteira mais colorida!”. A gente quer um canto florido com paz no coração.

Vale salientar que ela também é adepta do crochet e que além do blog tem uma loja na Elo7.

 

IMG_0888

 

Tela em canvas, 40 x 40 cm, textura com massa acrílica, pintura em PVA, flores de crochet e chaton colorido.

Tela: Mulher do vestido florido

A cada dia vai surgindo novas e novas inspirações com um mixer media, tintas, massas e linhas, comungando com a ideias do professor, @fabiosouza, estão chegando novas produções. Além de serem nomeadas agora, acompanhadas de um poema. Que tal?

Descrição: Tela em MDF, 30x40cm, pintura com tinta PVA/acrílica e flores de crochet.

mulher do vestido florido - 30x40cm

 “A menina que mora em mim por vezes me visita para dar uma olhada na minha realidade. Em algumas dessas vezes sorri de boca inteira como se se olhasse em um espelho. Outras, me encara com estranheza e arrepio. É quando estou longe do caminho das flores. É ela que guarda o meu tesouro no seu colo de criança: esperança e fé. E é por isso que quando me perco dela, ela corre de novo pelo caminho, catando as flores dos quintais e as derrama todas em cima de mim. Esse é o seu jeito de dizer: Acorda, mulher! Sorria e volta pro seu jardim!”

Miryan Lucy